Hipnose e Dores – Como Tomar o Controle dos Seus Sentimentos

Hipnose e Dores – Como Tomar o Controle dos Seus Sentimentos

Você por acaso já ouviu falar sobre hipnose e dores? Apesar de não ser um assunto muito falado, as técnicas de hipnose podem ser usadas para tratar suas dores de causa emocional!

Todos nós já sentimos dores alguma vez na vida, essa é uma das experiências comuns a todo ser humano, mesmo que o limiar de dor seja diferente para cada um de nós.

De acordo com a Sociedade Brasileira para Estudo da Dor, a dor é uma experiência de caráter físico e emocional que é vista como desagradável. Como mencionado, há diferentes níveis de dor.

Quem processa a dor é o nosso cérebro, por exemplo, quando alguém se machuca os receptores de dor (nocipetores) passam a ser ativados, assim, eles enviam sinais para o cérebro através da medula espinhal.

O cérebro vai detectar e processar esse estímulo que produz a sensação de dor, tudo isso acontecerá em apenas alguns segundos. Esse mesmo mecanismo é utilizado quando falamos sobre a dor emocional, ou seja, quando passamos por situações de exclusão, rejeição e outras.

Essas situações podem fazer com que o nosso corpo sinta diversas dores. A hipnose tem sido uma solução válida para controlar a questão da dor e por isso utilizada no tratamento de diversas doenças crônicas.

Em nosso artigo de hoje você vai entender melhor a relação da hipnose e dores. Confira.

Afinal, quais os tipos de dor que o ser humano consegue sentir?

Para entender melhor sobre o funcionamento da hipnose com relação a dor, precisamos falar um pouco mais sobre essa experiência essencial e importante para a nossa sobrevivência enquanto humanos.

A dor nada mais é do que uma forma de comunicação do nosso organismo. Ela nos avisa que algo está errado.

Como mencionado lá no começo do artigo, a dor é uma condição que todos os seres humanos já experenciaram. Contudo, algumas pessoas nascem como uma rara condição que chama – se ‘’insensibilidade congênita a dor’’.

Essas pessoas não conseguem sentir nenhum tipo de dor física, conseguem somente sentir a dor emocional.

Em algumas pesquisas, os portadores dessa doença relataram sentir dor a primeira vez com a morte de alguém próximo.

Da mesma forma que algumas pessoas não sentem dores, outras sentem até demais. Um exemplo disso são as pessoas com os membros amputados.

Em geral, muitas acreditam que o membro ainda está lá e com isso sente coceira, dor e afins.

E como não mencionar as dores crônicas, presente em pelo menos 60 milhões de brasileiros, essas dores acompanham as pessoas por anos, como por exemplo, casos de fibromialgia.

As pessoas com dores crônicas passam a ver sua vida mudar de forma radical.

A qualidade de vida está totalmente ligada, a pessoa precisa mudar toda sua rotina, se afastar do trabalho, deixar de fazer algumas atividades, entre outras coisas.

Diversos estudos mostram o sofrimento de pessoas que precisam conviver com dores.

Hipnose e Dores – Como Estar no Controle

Voltando para o século 19, temos relatos sobre o primeiro anestésico utilizado para aliviar a dor física. Antes dessa descoberta as pessoas tratavam a dor de diferentes formas, como por exemplo:

  • Álcool;
  • Drogas;
  • O Poder da Fé;
  • Dentre outros.

Porém, na índia nessa mesma época acontece algo totalmente diferente, graças a um médico francês da época, ele utilizava do magnetismo e apenas com o uso da hipnose realizava até mesmo cirurgias, foram diversos tipos.

Mesmo com grandes remédios para alívio da dor, hoje, a hipnose voltou a ganhar destaque. A técnica controle controlar a dor porque funciona como um estímulo para o cérebro.

Dessa forma, ela faz com que ele produza hormônios do bem-estar, como a serotonina e a beta – endorfina.

O hormônio tem efeito analgésico, sendo utilizado para neutralizar a ação do cortisol, o grande hormônio relacionado ao estresse.

Durante o processo de hipnose a pessoa fica focada em sua própria imaginação e sensação de bem-estar. Com isso, o cérebro passa a inibir qualquer percepção de dor.

Deixe uma resposta